Codex Avalon – Mordred

Mordeed

Mordred é um dos principais vilões do Ciclo Arthuriano. Em praticamente todas as versões, ele é responsável por matar (ou ferir mortalmente, se considerarmos que ele foi levado à ilha de Avalon moribundo) o Rei Arthur na Batalha de Camlaan – e também acaba sendo morto por Arthur durante a luta.

Uma das origens de seu nome pode ser o latim Moderatus, fato referido em “O Legado de Avalon” pela bandeira de Mordred ter o desenho de uma balança.

Geralmente é retratado nas lendas como filho de Arthur (ou então um sobrinho), filho de uma relação proibida do rei com uma de suas irmãs (sem que ele soubesse): Morgause (na maioria das versões, como a Le Morte d’ Arthur de Thomas Malory, 1485) ou Morgana (esta versão mais enraizada na cultura popular nos últimos anos, principalmente por adaptações como o filme Excalibur, de 1981).

Tem um papel de traidor e usurpador no mito, tendo se tornado cavaleiro da Távola Redonda para depois roubar o trono do pai quando de sua ausência – devido a Arthur estar ocupado em sua guerra contra Lancelot após descobrir a traição dele com sua esposa, Guinevere. A tentativa de retomada por Arthur logo em seguida culminou na Batalha de Camlaan e no fim de seu reinado.

Em versões mais antigas, Mordred tem mais ou menos o mesmo papel que Lancelot possui nas versões mais conhecidas, roubando Guinevere de Arthur junto com seu trono.

Devido a seu papel na lenda, a figura de Mordred é quase sempre associada à traição, como na própria Divina Comédia do poeta italiano Dante Alighieri (1265-1321), em que ele está condenado ao nono círculo do inferno, destinado aos traidores, junto com figuras como Cain e Judas Iscariotes.

Outras versões, porém, apresentam uma versão menos maniqueísta do personagem e o colocam de forma mais bidimensional.

Mordeed2

Vamos conferir algumas delas:

Excalibur (1981): Este filme adapta fielmente o livro Le Morte d’ Arthur, com apenas algumas poucas mudanças. Mordred é mostrado como filho de Morgana com Arthur, interpretado por Charley Boorman (jovem) e Robert Addie (adulto). Aqui ele tem o mesmo papel vilanesco tradicional da lenda, tal qual a mãe – trabalhando os dois em conjunto para destruir o reinado de Arthur.

– As Brumas de Avalon (2001): Na série de livros temos a visão das protagonistas femininas, tais como Guinevere, Morgana e Morgause. Mordred aparece como um guerreiro impetuoso e sombra de sua mãe. Ele vê seu pai Arthur como corrupto e decadente, e está convencido de que tem que removê-lo para salvar Camelot. Em um ponto, Mordred até mesmo lista boas qualidades de seu pai e admite que o admira de várias maneiras. No entanto, continua comprometido com sua missão, vendo-se como um peão no curso do destino.

– Merlin (2008-2012): Esta série de TV funciona como uma reimaginação do Ciclo Arthuriano, apresentando-a a um novo público. Mordred, nas primeiras temporadas, é um menino druida órfão dos pais (interpretado por Asa Butterfield, provável novo Homem-Aranha do cinema) devido a massacres realizados pelo pai de Arthur, Uther. Ele acaba se tornando uma espécie de filho adotivo de Morgana, que acaba servindo de guia ao garoto em sua vingança contra quem dizimou seu povo. Nas últimas temporadas da série, ele retorna adulto (Alexander Vlahos) e se torna cavaleiro da Távola Redonda, acabando por se rebelar contra Arthur, ferindo-o em Camlaan (como na lenda) e morrendo no processo.

Fate/Apocrypha (2012-2014): A franquia japonesa Fate envolve batalhas mágicas envolvendo heróis mitológicos e históricos. Além da aparição do Rei Arthur, aqui surpreendentemente retratado como uma mulher (falaremos mais disso depois!), a Saber, Mordred também está incluso no cânone. Originalmente ele fazia parte de um projeto descartado de jogo da franquia, denominado “Fate/Apocrypha”, que acabou sendo convertido numa série de light novels (como costumam ser chamados os romances no Japão). Igual ao genderswap (alternância de gênero de um personagem) de Arthur, aqui Mordred também é mulher, concebida por magia por Morgana. A aparência de Mordred é igual a de Arthur, constituindo praticamente só uma versão alternativa da personagem Saber – mas vale pela curiosidade quanto a talvez ser a versão mais diferente já feita do personagem.

DC Comics (1972-atual): Parte dos personagens do Ciclo Arthuriano foram incorporados ao cânone de super-heróis da DC Comics. Morgana Le Fay, que é mais antiga que sua versão da lenda e descendente do povo de Atlântida (falaremos mais depois!), é vilã recorrente no universo místico da editora, como as histórias de John Constantine. Mordred, sendo seu filho em muitas versões da personagem, acabou também fazendo suas aparições. No desenho da Liga da Justiça (2001-2004), Mordred, criança, almeja ser transformado em rei pela mãe caso ela consiga roubar a Pedra Filosofal, manipulando o Caçador de Marte para isso. Mãe e filho voltariam mais tarde na Liga da Justiça sem Limites (2004-2006), quando Morgana quer conquistar um amuleto mágico ao filho – mas ele o usa para banir todos os adultos da Terra e a Liga da Justiça vê-se obrigada a ser transformada em crianças para combatê-lo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s